Início > Notícias >

Nota do presidente: Um olhar sobre conjuntura nacional

Nota do presidente: Um olhar sobre conjuntura nacional

Nota do presidente: Um olhar sobre conjuntura nacional

A instabilidade política e econômica no país afeta todos e fragiliza o nosso mercado, que caminhava para um processo de recuperação. Não é novidade que passaríamos por isso, visto os últimos acontecimentos políticos que retroalimentam a crise econômica. Basta olharmos para a flutuação cambial, volume de negócios na bolsa e para a própria realidade comercial de nossas empresas.

Há um clima de descontentamento geral de todas as classes. Não parece haver uma solução no curto prazo para problemas antigos como o combate a corrupção, uma legislação ultrapassada e um sistema tributário que não conversa com o potencial empreendedor do brasileiro.


Embora isso, somos um país de empreendedores! E não falo aqui de grandes empresários (em ordem de riqueza), mas sim daquela trabalhadora que deixou o trabalho para montar seu negócio, daqueles pequenos comércios, empresas de serviços e, puxando para a nossa realidade, aquele atendimento que resolveu montar sua própria agência. Só de "Simples e MEI" temos mais de 16 milhões de empresas, de acordo com dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo. Para empreender no Brasil é preciso estar muito motivado, principalmente em épocas tão escuras como essas.


Esta gestão assume o posicionamento de observação sobre os últimos fatos políticos ocorridos e suas potenciais consequências para nossa economia. Dentro disso entendemos que:


- O processo democrático e do estado de direito deve ser respeitado e preservado. Repudiamos ações violentas de qualquer lado e apostamos no diálogo, sobretudo na força da lei;
- A classe política precisa viabilizar meios de potencializar o crescimento econômico do país através de ações que necessárias e não populistas;
- É necessária uma reforma de médio e longo prazo seja feita de modo que molde novamente as estruturas de nossas instituições, para que não tenhamos uma máquina inchada, que consome mais do que deveria consumir e só resolve seus próprios problemas.


Erick Formaggio, Presidente da Abradi-RS, gestão 2017-2018

Compartilhar:

OUTRAS NOTÍCIAS

17
Abr

Lei Geral de Proteção de Dados vai mudar modelos de negócio

“Seja data-driven e não data-hungry. A ação de coletar informações… ver mais

03
Abr

Gestão de Social Media é tema do F5 de abril da Abradi-RS

A Associação Brasileira de Agentes Digitais (Abradi-RS) realiza, no dia 23 de abril, mais… ver mais

03
Abr

Abradi-RS apoia 2º Abracom Talks, que acontece dia 11 de abril

A cidade de Porto Alegre recebe no dia 11 de abril a 2º edição do Abracom Talks realizada… ver mais

27
Mar

Abradi-RS apoia Projeto Dito Efeito

Os representantes da Abradi-RS Sebastião Ribeiro, diretor de eventos, e Paolla Rocha, gerente… ver mais

25
Mar

Abradi-RS traz debate sobre Lei Geral de Proteção de Dados

A Associação Brasileira dos Agentes Digitais (Abradi-RS) realiza no próximo dia… ver mais

X

Sua mensagem foi enviada com sucesso!