Início > Notícias >

F1 esclareceu como aliar flexibilidade do home office com cumprimento da legislação

F1 esclareceu como aliar flexibilidade do home office com cumprimento da legislação

F1 esclareceu como aliar flexibilidade do home office com cumprimento da legislação

Os aspectos práticos e legais do trabalho em home office foram debatidos no primeiro Evento F1 do ano, da Abradi-RS, no dia 26 de abril, em Porto Alegre. Apesar das mudanças em questões trabalhistas que estão tramitando no congresso nacional, o público presente pode esclarecer dúvidas quanto ao formato de contratação de pessoas nesse modelo, respeitando a legislação, e conhecer um exemplo da dot,inc, associadaa Abradi-RS que atua há dez anos nesse formato.


“Tudo que eu falar aqui pode mudar amanhã”, assim começou a advogada Karina Martins Berwanger, sócia do escritório Roveda, Soares e Berwanger Advogados Associados, em referência a votação da reforma trabalhista, aprovada pela Câmara dos Deputados na mesma data, após a palestra, e que agora segue para o senado. Karina alertou, no entanto, os principais pontos que diferem o trabalhado dentro e fora da empresa. “O ponto principal é a subordinação, todo funcionário que tem subordinação tem os mesmo direitos, independente do local de trabalho. E isso reflete em horas extras, férias e toda relação trabalhista vigente”, afirmou. Ela explicou também que é do empregador a prerrogativa de controlar a jornada de trabalho do colaborador, seja qual for o formato de controle, físico ou eletrônico. Atualmente, a única forma de não configuração dos mesmos direitos é a contratação pelo artigo 62 da CLT, que prevê o regime de trabalho externo, situação que deve estar no contrato de trabalho e, ainda assim, é necessário um controle da carga horária do trabalhador.


A empresa dot,inc, da publicitária Gabriela Fruhauf, há dez anos apostou no modelo de empresa com home office. Gabriela contou sobe sua trajetória de atuação em grandes agências e o desejo realizado de ter uma empresa nesse formato. “Sim, existe trabalho remoto, funciona e a gente pode ser feliz”, exaltou em sua fala. Com uma equipe toda formada por pessoas trabalhando em casa, Gabriela falou um pouco dessa rotina que envolve reuniões em cafés e locação de espaços em coworking para workshops e trabalhos conjuntos, seja da equipe ou com cliente. Qualidade de vida e liberdade são algumas das vantagens e isso reflete em mais criatividade para o trabalho, segundo ela. “É importante ter uma rotina, mas cada um monta seu jeito de trabalhar. Nós nos adaptamos muito ao horário do cliente e observo que é mais fácil trabalhar mais, do que menos nesse formato. Os espaços de coworking são muito bons para o networking e as reuniões em cafés trazem mais leveza ao trabalho”, afirmou.


Ao final do evento, além de debate e perguntas às convidadas, o público conheceu o blog adorohomeoffice.com.br, da jornalista Marcia Breda, espaço que reúne conteúdo sobre o tema, divulga iniciativas e oportunidades de trabalho.

Compartilhar:

OUTRAS NOTÍCIAS

20
Nov

Gaúchos compartilham experiência do Web Summit Lisboa no F5 deste mês, em Porto Alegre

Considerado atualmente como um dos maiores eventos mundiais de tecnologia e inovação,… ver mais

05
Nov

Abradi-RS reconhece pioneiros do associativismo digital no Brasil

A Abradi-RS entregou durante o FIC18 – Festival de Interatividade e Comunicação,… ver mais

30
Out

FIC18 pautou Inteligência Artificial e reuniu mais de 1600 pessoas

O Festival de Interatividade e Comunicação - FIC18, realizado nos dias 29 e 30 de outubro,… ver mais

30
Out

Solução de Chatbot para saúde é vencedor do FICLabs

Leandro Souza e Paulo Ricardo Kuhn, da Initsoft, foram os vencedores do FIClabs, maratona de startups… ver mais

29
Out

Robô Tinbot e as assistentes virtuais foram destaque no primeiro dia do FIC18

A inteligência artificial busca responder aos anseios das pessoas. Foi o que mostrou o primeiro… ver mais

X

Sua mensagem foi enviada com sucesso!